COMO APRESENTAR UM GATO PARA UM CACHORRO PELA PRIMEIRA VEZ

COMO APRESENTAR UM GATO PARA UM CACHORRO PELA PRIMEIRA VEZ

11 de agosto de 2016 Adultos, Cães, Curiosidades, Gatos 0 Comments

Aprenda a maneira correta de apresentar um gato para um cachorro pela primeira vez.

Fazer o seu amigo de quatro patas entender e conviver bem com felinos é muito importante. Imagine a cena, você está com o seu cão no parque e ele percebe a presença de um gato, no mesmo instante ele decide perseguir o gato.

O que parece uma cena engraçada e normal pode acabar com um cão perdido ou em um acidente, caso o parque seja próxima a uma rua ou avenida movimentada. Felinos também possuem garras afiadas que podem facilmente ferir o olho do cão em um eventual ataque.

Por isso e muitos outros motivos relacionados a segurança do seu amicão, você deve permitir que ele conheça felinos e conviva bem com eles.

Para isso, algumas dicas são importantes:

– Apresente para o seu cão gatos mansos, de amigos e que já tenham convivido com outros cães.
– Mantenha o cão preso a guia nos primeiros minutos de curiosidade, isso evita que a afobação do cão seja percebida como agressão pelo gato.
– Um olho no cão e outro no gato. Perceba se o gato se mantém curioso e calmo com a situação, querendo cheirar ou brincar com o cão. Um gato tranquilo irá tenta cheirar, virar de barriga pra cima e brincar com o cão de forma suave, como faz com uma bola de lã. Se você perceber que o gato está se mantendo arisco por muito tempo e com a calda balançando, espere um momento antes de tentar novamente a aproximação. Caso não seja possível, sem problemas, termine a sessão e tente novamente mais tarde ou no dia seguinte. O importante é não deixar o gato atacar o cão e vice versa para não criar uma experiência ruim.
– Se você tem um filhote de alta energia ou um adulto de alta energia, gaste a energia dele antes de apresentar o cão ao gato. – – A tendência do cão é brincar e é o que ele irá fazer com o felino, porém a recepção não será nada boa. Por isso leve o seu cão quando ele estiver cansado e calmo.
– Tenha muita paciência e faça isso quantas vezes e com quantos gatos seja possível. Com o tempo o cão irá perder o interesse em correr atrás de gatos e irá conviver com eles cordialmente.

Fonte: petiko.com.br





Deixe seu comentário