CUIDADOS PÓS-CASTRAÇÃO DE CÃES E GATOS

CUIDADOS PÓS-CASTRAÇÃO DE CÃES E GATOS

7 de junho de 2016 Cães, Curiosidades, Dicas, Filhotes, Gatos, Saúde 0 Comments

A castração é a melhor solução para o controle populacional de cães e gatos. Um animal castrado não se reproduz, ou seja, o dono não precisará se preocupar com prenhes e com os filhotes. Além disso, já é comprovado cientificamente que fêmeas castradas tem menores chances de desenvolver tumores de mama e machos castrados têm menores chances de ter hérnia perineal.

Mesmo com tantos benefícios é preciso lembrar que a castração tanto no macho quanto nas fêmeas é realizada através de um procedimento cirúrgico. Como em qualquer outra cirurgia, ela também requer cuidados no pré-operatório e no pós-operatório. Quem é responsável por isso? O proprietário!

Claro que o médico veterinário irá orientar e falar tudo o que deve ser feito, mas é o proprietário que fará todos os procedimentos. Depende dessa dedicação e carinho para eu o pet se recupere bem. Está preparado?

A ferida cirúrgica
Para realizar uma cirurgia é realizado um corte que é chamado de incisão. Após fazer todos os procedimentos da cirurgia, as peles internas são suturadas (costuradas), assim como a externa. Com isso, fica um corte costurado que precisa ser tratado.

No geral, o pet ficará 10 dias com os pontos, mas o médico veterinário irá orientar e agendar um dia para retirá-lo. Enquanto isso, o proprietário precisará ficar muito atento e higienizar o local diariamente.

Cuidados após a castração
O melhor produto a ser passado será receitado pelo veterinário. No geral, o povidine ou PVPI é o mais usado. Veja como fazer:

Separe gaze, o produto receitado e se tiver em casa, água oxigenada (apenas no primeiro dia);
Pegue o cão e veja como está o local;
Se tiver sangue ao redor da ferida, umedeça uma gaze limpa com a água oxigenada e limpe o sangue. Você pode usar a solução fisiológica pra isso;
Não jogue a água na ferida. Se notar que ficou muito resíduo de sangue, lave cuidadosamente com solução fisiológica;
Tire o excesso de umidade com uma gaze seca e aplique o PVPI ou outro medicamento receitado.
Em alguns casos o médico veterinário pede para fazer um curativo ou passar uma atadura ao redor da ferida. Caso ele tenha orientado, faça isso após o local estar bem limpo.

Outros cuidados importantes
Colar elizabetano: o uso é essencial. É aquele colar branco que fica ao redor da cabeça do cão. Ele impedirá que o animal retire a sutura com a boca. Muitos donos ficam com dó, mas saiba que isso é para o bem dele e essencial para a sua recuperação. Se ele abrir os pontos terá que voltar para a cirurgia. Muitos morrem! Portanto, use o colar.

Antibiótico: nunca deixe de dar o antibiótico receitado pelo médico veterinário. Embora todo o procedimento seja feito em local limpo e adequado e você esteja fazendo toda a limpeza indicada, alguma bactéria oportunista pode tentar se aproveitar da ferida ou do período mais delicado pelo qual o animal está passando. Por isso, dar o antibiótico é essencial.

Analgésico: como toda cirurgia o pós-operatório precisa de analgesia, até que ele se recupere. No geral, os profissionais receitam de 3 a 5 dias de algum analgésico. Não se esqueça de administrar.

Fonte: blupet.com.br





Deixe seu comentário