CUIDAR DE UM PET TRAZ MAIS QUALIDADE DE VIDA PARA A ROTINA

CUIDAR DE UM PET TRAZ MAIS QUALIDADE DE VIDA PARA A ROTINA

7 de junho de 2016 Cães, Curiosidades, Dicas 0 Comments

Tatiane Ichitani, do Instituto Cão Terapeuta, explica melhor a ideia. “Algumas pesquisas mostram que a convivência com o animal e a experiência de acariciá-lo aumentam a produção de ocitocina, um hormônio relacionado aos vínculos afetivos. Além disso, há diminuição do cortisol, o hormônio do estresse. Esse processo também pode baixar a pressão arterial e os batimentos cardíacos, o que torna a pessoa mais relaxada deixando o ambiente mais agradável”.

Ao longo da sua experiência, relata também que idosos institucionalizados ficam mais motivados a conviver com os companheiros e têm ganhos consideráveis de memória, pois lembram do nome dos cães e de quando as visitas irão acontecer. “Já as crianças da creche diminuem a agressividade com os colegas, melhoram os problemas de linguagem, atenção e concentração; aquelas com paralisia cerebral ficam mais relaxadas e algumas melhoram a coordenação motora”, explica.

Carolina Rocha, médica veterinária, mestre em comportamento animal pela Universidade de São Paulo (USP) e fundadora da Pet Anjo, acredita que o animal de estimação é um radar emocional da família. “Hoje, a inserção de um animal na família oferece melhoria de saúde e de comportamento para todos. Alguns estudos falam sobre diminuição de problemas cardíacos, recuperação mais rápida de infarto; outros indicam que pacientes com pets tomam menos medicamentos para dormir e menos ansiolíticos. A insatisfação com a vida, em geral, diminui”.

Outro fator importante é o exercício físico motivado pela necessidade de cuidar dos animais. “Os idosos se exercitam mais, pois eles precisam cuidar do animal, então se locomovem mais. Existe também todo o lado psicológico do cuidar. Pessoas que passaram por perdas, ou solitários, alcançam bem-estar maior, sabendo que tem que cuidar de um ser. Independente da personalidade do animal, eles precisam de alguém”.

Fonte: Pet Shop Magazine





Deixe seu comentário