SENSIBILIDADE DIGESTIVA EM FELINOS: COMO A NUTRIÇÃO PODE AUXILIAR

SENSIBILIDADE DIGESTIVA EM FELINOS: COMO A NUTRIÇÃO PODE AUXILIAR

25 de junho de 2016 Curiosidades, Gatos 0 Comments

Alguns gatos têm sensibilidade digestiva que levam às fezes moles e diarreicas e/ou apresentam regurgitações frequentes tornando fundamental a ingestão de um alimento de elevada digestibilidade. A quantidade de alimento, formato do croquete, frequência de alimentação e a composição da dieta são importantes fatores que influenciam na função gastrintestinal. Quanto ao perfil nutricional, algumas considerações devem ser enfatizadas, como:
a. Proteína altamente digestível. Os benefícios da proteína altamente digestível são: maior quantidade de proteína absorvida por unidade de quantidade de alimento ingerido, aumento na eficiência digestiva e menor resíduo proteico gerando gases e alto volume de fezes.
b. Fruto-Oligossacarídeos. Não-digeridos, mas rapidamente fermentados pela microbiota intestinal, os FOS são responsáveis pela produção de ácidos graxos necessários para a manutenção e renovação das células da mucosa intestinal.
c. Amido digestível. O arroz é uma fonte de amido digestível e apresenta algumas características importantes como a limitação da excreção fecal graças a melhor absorção intestinal; limitação do nível de fibra comparado a outros cereais e mais sensível às atividades enzimáticas
d. Fonte de ômega 3 (EPA e DHA). Os ácidos graxos ômega 3 reduzem e previnem a inflamação intestinal. Assim, a utilização de um alimento com um perfil nutricional específico ao gato com sensibilidade gastrintestinal é fundamental para auxiliar a prevenção de episódios esporádicos de vômito, regurgitação e/ou diarreia.

Fonte: caesegatos.com.br





Deixe seu comentário